Um dia ouvi falar sobre isso e resolvi pesquisar. Achei uma informação em cada lugar e fui anotando... Peguei o arquivo que eu tenho tudo registrado aqui e quero compartilhar com vocês 7 dúvidas que eu tive na época... e já vou passar as respostas! Tudo agora! Bom , né!? Vamos a elas:

1) O que é uma cauterização capilar?

É um tratamento capilar, mais específico do que a reconstrução (já falamos dela AQUI!), que acrescenta queratina (proteína) nos fios. Vale dizer que NÃO É um procedimento químico. Fiquem atentas e perguntem no salão se usam formol no tratamento oferecido apenas para se certificarem que é só queratina mesmo. Me falaram que já rolou isso de usar o formol junto... e ele é proibido, né!

2) Qual o objetivo de se fazer uma cauterização capilar?

Serve para reestruturar a fibra do cabelo. A proteína aplicada repõe massa capilar, deixa o fio mais encorpado, recuperando as fibras e a elasticidade do cabelo danificado. Ele fica mais alinhado (NÃO É alisado!), brilhante e menos poroso.

3) Quem pode fazer?

Quem está com o cabelo quebradiço, opaco, áspero, com muitas pontas duplas e, principalmente, quem passa por químicas como a tintura, escova progressiva ou luzes.

4) Como é feita a cauterização capilar?

O primeiro passo é abrir as cutículas capilares para receber a queratina, usando um xampu antirresíduo (ou outro de limpeza profunda). Enxaguar e aplicar uma máscara hidratante, dando tempo de pausa de 15 minutos. A hidratação é necessária para devolver emoliência, pois a queratina tende a deixar o fio endurecido. Depois de enxaguar, é preciso retirar o excesso de umidade para aplicar a queratina líquida, mecha por mecha.Deixar agir por 20 minutos. Sem enxaguar, retira-se o excesso e seca o cabelo com secador. Depois de seco, é a hora de pranchar cada mecha. ATENÇÃO: Pode ser que o cabeleireiro passe a chapinha no fio ainda úmido. Não tem problema... tudo vai depender da técnica que ele for usar, ok!

Ué, Ana, mas a chapinha não faz mal? Faz... mas tem que usar calor para selar as cutículas. Assim a queratina vai penetrar e ficar lá dentro do fio! Mas cuidado: tem que usar a chapinha no máximo até 100 °C hein! Você não vai querer queimar o cabelo que já está danificado, né?!

5) Quantas vezes eu posso fazer a cauterização?

Se for fazer mais de uma vez, tem que respeitar o prazo mínimo de um mês. A cauterização em tempo menor do que esse, resultará no endurecimento do fio. Dá “efeito rebote”. O excesso de queratina vai deixar o cabelo tão duro que ele vai quebrar! Respeite este prazo!

6) A cauterização capilar tem alguma restrição?

Sim. Não deve ser realizada em cabelos que passaram por um desses procedimentos no mesmo dia: tintura e alisamento. Se a pessoa estiver com o couro cabeludo ferido ou com alguma doença, também não é indicada. E, como acontece com as mechas, as grávidas precisam se informar com o médico antes de fazer a cauterização!

7) Depois de fazer a cauterização, posso fazer o Cronograma Capilar?

Não só pode, como deve! A cauterização NÃO EXCLUI o Cronograma Capilar. Ele continua sendo fundamental para recuperar e tratar os fios danificados, secos e sem brilho. Afinal, além da proteína, o cabelo carece ainda de água e lipídeos! Já falamos sobre o Cronograma Capilar AQUI.

Prontinho! Caso tenha ficado alguma dúvida, deixe a sua pergunta nos comentários, ok!

Beijos e até nosso próximo encontro!

Imagens: Google.